Clinica do CálculoDestaqueGoiâniaGoiásImprensaNefroclínicaNotíciasUropediatra GoiâniaUropediatria Goiânia

Intussuscepção intestinal em crianças

A intussuscepção é a telescopagem de uma porção do intestino dentro de um segmento adjacente acarretando obstrução intestinal e, às vezes, isquemia intestinal.

 

A intussuscepção intestinal geralmente acomete a faixa etária de 6 meses e 3 anos, com 65% dos casos ocorrendo antes do 1º ano e 80% a 90% antes dos 2 anos de idade. Nesta idade, a intussuscepção intestinal é a causa mais comum de obstrução intestinal e não há prevalência em nenhum dos sexos, ocorrendo igualmente.

 

O segmento da telescopagem provoca obstrução intestinal o que impede o fluxo sanguíneo para o segmento da intussuscepção causando isquemia, gangrena e perfuração.

 

Os sinais e sintomas iniciais são cólicas abdominais súbitas que recorrem a cada 15 a 20 minutos, frequentemente acompanhadas de vômitos. Entre os episódios de dor, a criança parecer estar relativamente bem. A seguir, ocorre a evolução da a isquemia intestinal, a dor se torna constante, a criança se torna letárgica e com a hemorragia da mucosa as fezes apresentam sanguinolentas ao exame retal e, às vezes, as fezes têm aspecto de “geleia de groselha”. Também pode estra presente uma massa abdominal palpável com formato de salsicha. A perfuração resulta em sinais de peritonite, com defesa à palpação, dolorimento e rigidez. Palidez, taquicardia e diaforese são indicadores de choque.

 

Cerca de 5 a 10% das crianças não apresentam a fase de cólicas dolorosas, o sintoma é ficarem letárgicas, como se estivessem drogadas (apresentação atípica ou apática). Nesses casos, geralmente só é feito o diagnóstico da intussuscepção após o aparecimento de fezes com aspecto de “geleia de groselha” ou uma massa abdominal é palpável.

 

O diagnóstico é feito através da ultrassonografia. Deve-se suspeitar muito do diagnóstico, especialmente em crianças com apresentação atípica. Nestes casos, exames e intervenções devem ser executados com urgência, já que a sobrevivência e a possibilidade de redução não operatória estão diretamente relacionadas com o tempo.

 

O tratamento é realizado através de um enema com ar para redução, o que diminui a possibilidade e as consequências de perfuração. A  intussuscepção pode ser reduzida com sucesso em 75 a 95% dos casos. No caso de sucesso no tratamento com o enema aéreo, as crianças são observadas durante a noite para descartar perfuração oculta. Se a redução não for bem-sucedida ou se o intestino for perfurado, indica-se cirurgia imediata.

 

 

Agende sua consulta

Dr Marcelo de Oliveira Rosa

Clínica do Cálculo: (62) 4008-7800

Nefroclínica: (62) 3923-7329

Whatsapp: (62) 98296-7774

5/5 - (1 vote)

Uropediatria Goiânia

Uropediatria Goiânia

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Content is protected !!
Whatsapp
Agende sua consulta com o Dr Marcelo
Agende sua consulta com o Dr Marcelo de Oliveira Rosa