Criptoquirdia GoiâniaDestaqueGoiâniaGoiásHidronefrose GoiâniaHipospadia GoianiaImprensaNotíciasTratamento de fimose GoianiaUropediatra GoiâniaUropediatria Goiânia

Qual a importância do risco cirúrgico na infância?

O risco cirúrgico nada mais é que o preparo pré-operatório que nas crianças e adolescentes possui particularidades que o diferencia da avaliação dos adultos. Essas informações devem ser disseminadas e conhecidas por todos da equipe médica como anestesistas, cirurgiões e pediatras que realizaram intervenções cirúrgicas na população pediátrica.

 

A avaliação pré-operatória identifica fatores que podem aumentar o risco de complicações durante e após o ato cirúrgico. Essa avaliação define os riscos e elegibilidade da anestesia e cirurgia, necessidade de solicitação de exames, tratamento ou preparo especial, favorecendo o planejamento perioperatório, com base no uso apropriado dos recursos hospitalares e programação das atividades cirúrgicas de acordo com as características clínicas do paciente.

 

A grande maioria das crianças saudáveis necessita apenas de uma avaliação pré-operatória mínima que inclui a anamnese, exame físico e exames de rotina.

 

A anamnese deve contemplar a história da doença atual; a presença de doenças crônicas que podem influenciar o ato anestésico ou cirúrgico; o uso atual ou pregresso de medicações, especialmente o uso de salicilatos ou outros antiinflamatórios; alergias medicamentosas ou a substâncias que contenham látex; problemas com anestesias anteriores ocorridas durante o procedimento.

 

Entre os exames de rotina, os principais são os exames laboratoriais que bem indicados podem ser utilizados para a elaboração do risco cirúrgico por até seis meses, desde que não haja nenhuma modificação significativa no quadro clínico do paciente. Para procedimentos urológicos específicos e em casos de sintomas urinários é necessário a análise da urina.

 

Conheça algumas condições clínicas prevalentes na população pediátrica que devem ser identificadas na avaliação pré-operatória:

 

Asma

 

Considerada uma das doenças crônicas que mais frequentemente podem causar complicações nas crianças ao realizarem anestesia geral. Por isso, a criança asmática deve ter seu tratamento revisto e otimizado no período pré-operatório, mesmo se a doença encontra se estável, com controle adequado dos sintomas e das exacerbações.

 

Infecções das vias aéreas superiores

 

As infecções das vias aéreas superiores (IVAS) aumentam a probabilidade de ocorrência laringoespasmo e broncoespasmo eventos que contribuem para o aumento dos efeitos respiratórios adversos encontrados principalmente na anestesia pediátrica.

 

O procedimento anestésico pode ser realizado mesmo nos casos de infecções das vias aéreas superiores com coriza nasal ou tosse seca, quando o procedimento é simples e não necessita de intubação traqueal. Porém é contraindicado, quando a criança tem menos de um ano de idade, ou quando a infecção das vias aéreas é acompanhada de rinorreia purulenta, tosse produtiva, sibilos ou sintomas gerais (febre, cefaleia, irritabilidade, dificuldade para alimentar-se, prostração).

 

Displasia broncopulmonar

 

Essa doença aumenta o risco de broncoespasmo e de queda na saturação de oxigênio durante a cirurgia em recém-nascido até completar um ano de idade. A função pulmonar deve ser otimizada durante o preparo pré-operatório e monitorizada a função cardiorrespiratória por até 48 horas depois da cirurgia.

 

Anemia falciforme

 

Crianças com doença falciforme possuem um risco aumentado no que tange ao ato anestésico. Através de um preparo adequado dessas crianças no pré-operatório, podem ser prevenidas futuras complicações.

 

 

Agende sua consulta

Dr Marcelo de Oliveira Rosa

Clínica do Cálculo: (62) 4008-7800

Nefroclínica: (62) 3923-7329

Whatsapp: (62) 98296-7774

5/5 - (3 votes)

Uropediatria Goiânia

Uropediatria Goiânia

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Content is protected !!
Whatsapp
Agende sua consulta com o Dr Marcelo
Agende sua consulta com o Dr Marcelo de Oliveira Rosa