Criptoquirdia GoiâniaDestaqueGoiâniaGoiásHidronefrose GoiâniaHipospadia GoianiaImprensaNotíciasTratamento de fimose GoianiaUropediatra GoiâniaUropediatria Goiânia

Como fazer o cateterismo vesical intermitente limpo?

O cateterismo vesical intermitente limpo (CVIL) é uma técnica utilizada com o objetivo de esvaziar a bexiga ou um reservatório urinário criado através de cirurgia (neobexiga), introduzindo um cateter (sonda) pela uretra até chegar na bexiga, ou de um estoma continente (por exemplo, Mitrofanoff).

 

É o tratamento de primeira escolha em pacientes com Disfunção Neurogênica do Trato Urinário Inferior (DNTUI), conhecida como bexiga neurogênica.

 

O cateterismo vesical intermitente limpo (CVIL) consiste na utilização de técnica e material não-estéreis sendo feita apenas a limpeza das mãos e região genital. É o mais usado, principalmente devido ao elevado custo e complexidade do cateterismo estéril realizado com técnica e material estéreis, sendo comumente utilizado durante o período de internação.

 

Orientações aos pacientes e responsáveis sobre como fazer cateterismo vesical intermitente limpo

 

O paciente pode adotar diversas posições (sentado, deitado ou em pé) para realizar o cateterismo, que irá depender das suas limitações físicas e do local onde é realizado o procedimento, o importante é manter os princípios de limpeza das mãos e região genital. Em pacientes do sexo feminino pode ser usado espelho projetado para melhorar a visibilização do meato uretral, importante na fase de adaptação ao procedimento. O cateter deve estar suficientemente lubrificado, e ser introduzido de forma suave pelo meato uretral, da região do esfíncter e do colo vesical, até que ocorra a saída de urina pelo cateter. A urina pode ser drenada diretamente no vaso sanitário, ou em qualquer outro recipiente. O cateter deve ser mantido no local até que cesse o fluxo de urina. Após isto, o cateter deve ser removido lentamente, enquanto é executada uma manobra de Valsalva ou Credé, com o objetivo de esvaziar completamente a bexiga.

 

A quantidade de cateterismos indicado por dia e o calibre do cateter devem ser individualizados. A frequência para realização do cateterismo pode variar segundo fatores importantes, como a ingestão de líquidos em 24 horas, a capacidade vesical e os parâmetros urodinâmicos. Geralmente, são indicados de quatro a seis cateterismos por dia, sendo a frequência alterada para que o tratamento seja adaptado às necessidades individuais do paciente.

 

Agende sua consulta

Dr Marcelo de Oliveira Rosa

Clínica do Cálculo: (62) 4008-7800

Nefroclínica: (62) 3923-7329

Whatsapp: (62) 98296-7774

5/5 - (10 votes)

Uropediatria Goiânia

Uropediatria Goiânia

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
error: Content is protected !!
Whatsapp
Agende sua consulta com o Dr Marcelo
Agende sua consulta com o Dr Marcelo de Oliveira Rosa